Prefeito Marcio Cardim tentar conseguir devolver Rodovia Plácido Rocha para o Estado

A mais nova investida da Administração Municipal na busca pela devolução da Rodovia Plácido Rocha para o Estado ocorreu no último dia 10 de maio durante a reunião, organizada pelo deputado Mauro Bragato, com o diretor-geral da ARTESP (Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo), Giovanni Pengue Filho.

Na oportunidade o prefeito Marcio Cardim reiterou protocolo com o pedido de melhorias na Plácido Rocha e melhorias no trevo de acesso a ao bairro Lagoa Seca, entre outras solicitações.

No mês de março deste ano uma comitiva adamantinense – liderada pelo chefe do executivo acompanhado dos secretários João Vitor Marega (Planejamento), Luciana Pereira (Gabinete) e Emerson Baptiston (Agricultura), além do diretor municipal de engenharia e projetos arquitetônicos, Rodrigo Martins Gumiero – participou da Audiência Pública sobre a duplicação da Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), realizada em Osvaldo Cruz, e protocolou nove ofícios que pleiteiam obras e melhorias, entre eles um específico sobre a estadualização e melhorias na Rodovia entre Adamantina a Valparaíso.

A justificativa apresentada no documento foi baseada no crescimento econômico natural da região, criação de universidades, implementação do comércio e implantação de indústrias de importância com consequente aumento populacional, a estrada passou a ser útil como ligação de dois polos econômicos de importância, resultando significativo volume de tráfego, agravando as condições do pavimento e a demanda por gastos com conservação.

A saga pela devolução da Rodovia ao Estado teve um capítulo também em setembro do ano passado, quando representantes dos Poderes Executivo e Legislativo – o prefeito Márcio Cardim e o então vereador Edinho Ruete – estiveram em uma reunião com o secretário adjunto de Logística e Transporte, José Luiz Eroles Freire, na sede do DER (Departamento de Estradas de Rodagem) em Presidente Prudente.

Os adamantinenses pediram a assinatura de um convênio no valor de R$2 milhões para o reparo e conservação da Plácido Rocha, no trecho compreendido entre a Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP 294) até a ponte do Rio Aguapeí, entre os municípios de Adamantina e Valparaíso com a Rodovia Marechal Rondon, enquanto é aguardado o processo de estadualização da mesma.

A solicitação foi feita tendo em vista que em alguns pontos a drenagem subterrânea ou o suporte do subleito tem apresentado problemas, além do desgaste do tempo e clima que resultou em uma malha viária urbana inadequada para o trânsito de veículos.

 “Parte desta rodovia já é estadualizada. Quando a mesma entra em nosso município, ela deixa de ser estadual e passa a ser municipal. Ela não é simplesmente uma vicinal que liga duas cidades, mas são 23 quilômetros dentro do município de Adamantina que interligam duas rodovias recebendo tráfego de veículos pesados todos os dias. O município não tem como realizar os reparos, visto que a solução não é somente uma questão de recapeamento, pois a mesma apresenta problemas de infraestrutura”, assegura.

O assunto também já foi alvo de diversos requerimentos dos vereadores para o Governo do Estado.

Após todas essas manifestações da Prefeitura e Câmara, resta agora aguardar e torcer para que o Estado se sensibilize e atenda o pleito de Adamantina.

 

https://scontent.fbau1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/53690279_417515092387521_1547469196261064704_n.jpg?_nc_cat=101&_nc_ht=scontent.fbau1-1.fna&oh=1db2c6e9f3bec92a0ee9f77984eb9c00&oe=5D9D821D

VOCÊ PODE GOSTAR

TV Folha Regional