Instalação do Aterro Sanitário Privado começa com a preparação do terreno

A TCL Tecnologia e Construções Ltda. deu início nesta semana aos trabalhos de preparação do terreno onde será instalado o seu Aterro Sanitário Privado Regional, no bairro Aidelândia, em Adamantina.

Os primeiros serviços, executados com maquinários e funcionários da própria empresa, foram a limpeza e a terraplanagem da área a ser utilizada no empreendimento.

O começo da implantação do Aterro foi autorizado no mês passado pela CETESB (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) com a Licença de Instalação nº 67000230, emitida no dia 13 de março. A TLC está liberada nesta primeira fase 1,3 mil m² de área construída (guarita, balança, escritório, refeitório, auditório, vestiários, oficina mecânica, lavador de veículos e posto de abastecimento de veículos) e 251,3 mil m² de atividades ao ar livre (aterro), para recebimento de resíduos sólidos urbanos em regime de codisposição com industriais classe IIA e IIB. Segundo o documento da Cetesb, a fase 1 do empreendimento prevê uma capacidade de quase 7,6 milhões de m³ de rejeitos depositados em 15 camadas, na área de 251,3 mil m², com capacidade diária de mil toneladas/ dia. O empreendimento prevê a geração inicial de 45 empregos diretos e recolhimento de ISS para o município de Adamantina.

Quando entrar em atividade, o Aterro Sanitário Privado abrangerá um perímetro de 100 km e cobrar entre R$ 90 e R$ 120 por tonelada do município que depositar seu lixo. Mas antes de iniciar os trabalhos de recebimento dos resíduos, a empresa precisará requerer novamente junto à Cetesb a Licença de Operação.

 

FOTO: Diário do Oeste

VOCÊ PODE GOSTAR

TV Folha Regional