Lixo urbano precisará ser destinado para outro município

Apesar de ter conseguido a recente prorrogação para que o Aterro Sanitário Municipal opere por mais 120 dias, a Prefeitura precisará, dentro deste período, viabilizar um novo aterro em outra cidade que tenha condições de receber o lixo urbano coletado diariamente em Adamantina.

“Não teremos mais prazo. Foi o último concedido. E acredito que dificilmente a obra da TCL será concluída até o fechamento do nosso Aterro”, previu o prefeito Marcio Cardim.

Com intuito de não deixar para a última hora, a Prefeitura já prepara o processo licitatório que definirá para onde o lixo urbano será destinado. “E para isso precisará haver investimento de recursos próprios, uma vez que o Município terá que pagar o transporte de todo o material até o aterro vencedor da licitação”, acrescentou.

Em recente viagem a São Paulo, Cardim teve confirmada pela CETESB (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) e Secretaria Estadual de Meio Ambiente a autorização de continuidade da operação do Aterro Municipal por somente mais quatro meses.

 

https://scontent.fbau1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/54230690_417514862387544_1188730983415808000_n.jpg?_nc_cat=111&_nc_ht=scontent.fbau1-1.fna&oh=76b911c41fbe2e27a61938c0e86eddd0&oe=5D05CDCE
 

VOCÊ PODE GOSTAR

TV Folha Regional
MAIS NOTICIAS
Carregue mais