Duplicação da SP-294 motiva pedidos de estadualização da Plácido Rocha, anel viário, passarela e marginais

A comitiva adamantinense que participou da Audiência Pública sobre a duplicação da Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294) realizada na manhã da última terça-feira (12), na Câmara de Osvaldo Cruz, protocolou nove ofícios que pleiteiam obras e melhorias ligadas ao trânsito.

Entre os pedidos apresentados pela Prefeitura estão a estadualização e melhorias na Rodovia Dr. Plácido Rocha entre Adamantina a Valparaíso, bem como a implantação de anel viário que ligue a SP-294 e a Vicinal Moyses Justino da Silva (Adamantina/Lucélia). Além da construção de uma passarela de pedestres ou viaduto entre o Parque do Sol e a Vila Jamil de Lima (Km 592 + 907m).

Em consequência da duplicação da Comandante João Ribeiro de Barros, também foram solicitadas melhorias no trevo principal, também a implantação de trevo de acesso ao Bairro Lagoa Seca (Km 592 + 752m).

Nos ofícios de Adamantina propôs-se ainda a construção de trevo nas proximidades do Clube do AABB (Km 591 + 467m) para acesso ao Distrito Industrial “Valentim Gatti” e construção de marginal entre os trevos da UniFAI e do bairro Tucuruvi.

Os representantes da Cidade Joia no vento foram o prefeito Márcio Cardim (DEM), os secretários Emerson Baptiston, João Vitor Marega e Luciana Pereira e o diretor municipal de engenharia e projetos arquitetônicos, Rodrigo Martins Gumiero, além de vereadores.

“Este é um momento crucial para nossa região, que de forma alguma pode deixar de apoiar este programa, mesmo com a previsão de instalação de praças de pedágio. Todos gostaríamos que as melhorias acontecessem sem cobrança para os usuários, porém sem a instalação das praças nossa região ficará de fora dessa duplicação, pois o programa de concessão prevê investimentos somente mediante a instalação das praças de pedágio. Sendo assim, a não participação do programa poderia resultar em mais 20 anos de luta por melhorias, continuando nossa região vulnerável aos acidentes tão frequentes e desenvolvimento precário e temos a certeza de que ninguém quer que a Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros deixe de receber os investimentos na duplicação”, afirmou Cardim.

 

https://scontent.fbau1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/53589930_417514939054203_5898948623969812480_n.jpg?_nc_cat=100&_nc_ht=scontent.fbau1-1.fna&oh=8f66d6ad6fd6fc8487224994b66cb130&oe=5D1A7640
 

VOCÊ PODE GOSTAR

TV Folha Regional