Quase três anos atrasadas, obras dependem da CEF para novas licitações

A placa colocada no canteiro de obras na época que foram iniciados os serviços pela Construtora Rotoli fixava que os futuros vestiários no campo do Jardim Adamantina levariam oito meses para serem concluídos, ou seja, de 18 de agosto de 2015 a 6 de abril de 2016.

Porém, próxima de completar três anos da data estipulada para a entrega, a construção permanece parada há meses. O assunto mais uma vez foi trazido ao Folha Regional pela Presidência da Associação de Moradores do bairro, que ao longo de todo esse tempo tem cobrado o término da obra.

Em agosto de 2018, a Prefeitura de Adamantina confirmou ao FR que havia aplicado multa no valor de R$ 51.954,18 na empreiteira responsável por não ter reiniciado a obra.

“A empresa contratada abandonou a obra. Como a mesma recusou-se a retomar os serviços, a Prefeitura tomou as providências legais por meio de notificações e por fim, multa”. Além do vestiário do Jardim Adamantina, o convênio firmado entre o Município e o Governo Federal por meio de recurso do Ministério do Esporte com previsão de custar R$ 346.240,13, contempla ainda a construção de banheiros no Parque Caldeiras – que também se encontra paralisada.

“Diante de tudo isso, a Prefeitura solicitou à Caixa Econômica Federal uma reprogramação da obra para realizar um novo processo licitatório e finalizar os serviços. Toda documentação necessária foi encaminhada a Caixa Econômica Federal e a Prefeitura aguarda a análise e autorizo por parte da Caixa”, informou na última quinta-feira (28) a Administração Municipal. Neste momento a obra encontra-se em 60% de execução.

https://scontent.fbau1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/53690279_417515092387521_1547469196261064704_n.jpg?_nc_cat=101&_nc_ht=scontent.fbau1-1.fna&oh=788774e5995cd3ab9eed67594f099e3c&oe=5D26DB1D

VOCÊ PODE GOSTAR

TV Folha Regional