Projeto propõe acabar com as votações secretas na Câmara Municipal

O Projeto de Emenda à Lei Orgânica do Município, apresentado por seis dos nove vereadores neste começo do terceiro ano do mandato 2017/ 2020 pretende mudar uma prática histórica na Câmara de Adamantina: acabar com o voto secreto, que é estabelecida para algumas ocasiões dentro do rito legislativo.

A proposta é assinada por Alcio Ikeda Júnior, Acácio Rocha, Aguinaldo Galvão, Eder Ruete, Paulo Cervelheira e João Davoli. Entre as votações secretas está a eleição para a Presidência da Câmara, como também é no Senado Federal.

“Podemos dizer que o voto secreto é totalmente ultrapassado e não condiz com os princípios de transparência e publicidade que deve ter o que é público.

Com isso, mediante o cenário atual, pretendemos alterar essa regra, tornando a votação de acesso público a todos os cidadãos”, explicou Ikeda em postagem feita na rede social.

O Projeto de Emenda à LOMA foi lido na sessão ordinária realizada na noite da última segunda-feira (4) e foi despachado para análise das comissões permanentes da Casa de Leis. Depois, voltará ao plenário para votação “aberta” dos vereadores.

VOCÊ PODE GOSTAR

TV Folha Regional
MAIS NOTICIAS
Carregue mais