Comitiva da UniFAI visita hospital em Bragança Paulista visando melhorias para os cursos de Saúde na Santa Casa local

Representantes do Centro Universitário de Adamantina (UniFAI) visitaram na semana passada o Hospital Universitário São Francisco de Assis (HUSF), em Bragança Paulista, ligado à Universidade São Francisco (USF).

A comitiva adamantinense foi composta pelo reitor da UniFAI Prof. Dr. Paulo Sergio da Silva, o pró-reitor de Extensão Prof. Dr. Delcio Cardim, o chefe do Departamento de Medicina Prof. Dr. Miguel Ângelo de Marchi, o responsável pelas atividades de internato Prof. Dr. Joel Carlos Lastoria, o diretor da Divisão Financeira da UniFAI Ricardo Sampaio Angeli e o diretor administrativo da Santa Casa frei Mateus Alves.

A ideia da visita foi conhecer a estrutura física, administrativa, financeira e acadêmica a fim de elaborar melhorias para a Santa Casa de Adamantina por meio da gestão dos freis da Associação Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus, visando o internato e estágios do curso de Medicina da UniFAI.

“Depois da visita, fizemos uma reunião com o [Prof. Esp.] Adriel [de Souza Cabral], pró-reitor de Administração e Planejamento da Universidade São Francisco, com o coordenador do curso de Medicina, Dr. Luiz Fernando [Ribeiro da Silva Paulin] e discutimos as questões das preceptorias, sobre estágios e estágios eletivos, sobre parcerias, aprendendo a partir desse curso, que tem nota 5 no Enade, e levando essa experiência para a UniFAI e para a Santa Casa de Adamantina”, contou o reitor.

Segundo o chefe do Departamento de Medicina da UniFAI, Prof. Dr. Miguel Ângelo de Marchi, a visita permite ter referências para o planejamento de ações junto ao curso de Medicina da Instituição.

“Lá nós pudemos ver as grandes melhorias que ocorreram após a chegada dos freis junto ao Hospital Universitário e como o relacionamento entre o hospital, a universidade e a faculdade [de Medicina] ocorreu com muito mais tranquilidade, harmonia e facilidade. Com os diretores nós observamos como ocorre a contratação dos docentes para que eles também possam trabalhar no hospital e conversamos sobre o sistema de atendimento do hospital, que é referência regional em muitas especialidades, além dos serviços de diagnóstico e terapêuticos, que são muito bons”, avaliou De Marchi.

“Conhecemos, ainda, o Laboratório de Simulação Realística da USF para aprender e equipar o nosso visando a melhor qualidade de ensino para os cursos da área de Saúde da nossa Instituição”, completou Paulo Sergio.

 

O hospital

Como Hospital de Ensino reconhecido pelo Ministério da Saúde e pelo Ministério da Educação (MEC), mantém a residência médica em 15 especialidades: Anestesiologia, Cirurgia Geral, Clínica Médica, Coloproctologia, Medicina Intensiva, Nefrologia, Neonatologia, Neurocirurgia, Obstetrícia e Ginecologia, Ortopedia e Traumatologia, Otorrinolaringologia, Pediatria, Urologia, Cirurgia Pediátrica e Psiquiatria. Também é campo de estágio para os cursos da área de Saúde da Universidade São Francisco – USF como Medicina, Enfermagem, Fisioterapia e Odontologia.

Segundo dados disponíveis no site, o HUSF oferece 216 leitos para internações com apoio dos serviços de Psicologia, Fisioterapia, Farmácia Clínica, Fonoaudiologia e Assistência Social, responsáveis por mais de 4 mil atendimentos, responsáveis por mais de 4 mil atendimentos e ações de apoio por mês e o Pronto-Socorro (urgência e emergência)  está preparado e conta com uma infraestrutura completa de um hospital de grande porte para receber os casos mais graves e complexos da região, realizando mais de 7 mil atendimentos por mês.

No atendimento ambulatorial, são mais de 4,5 mil atendimentos por mês, em diversas especialidades. Em medicina diagnóstica, o HUSF realiza mensalmente cerca de 69 mil exames e procedimentos, alguns com exclusividade na região, como Medicina Nuclear e Litotripsia.

 

Por Daniel Torres/Colaborou: www.husf.com.br

 

 

VOCÊ PODE GOSTAR

TV Folha Regional